sexta-feira, 27 de julho de 2012

Cymbidium "bina"







Planta e foto propriedade de MGloriaM
Floração 23/07/2012

Planta cultivada embaixo de uma pitangueira, em vaso plástico com substrato de pinus, adubada com osmocote trimestralmente e NPK 10-10-10 quinzenalmente.

Originários da Ásia e da Austrália, os Cymbidium espécie são raramente vistos por aqui. Os híbridos, entretanto, aparecem em grande quantidade, e podemos encontrar uma grande variedade de cores e tons. Temos Cymbidium amarelo, vermelho, rosa, verde, branco, laranja etc., em tons claros e escuros, concolores ou com o labelo constratando, enfim, cores para satisfazer a todos os gostos.
As hastes são em geral eretas, com muitas flores e possuem normalmente grande durabilidade. È comum às flores de Cymbidium durarem mais de um mês, chegando em alguns casos a quase dois meses. Mesmo quando cortadas e utilizadas em arranjos, as flores chegam a durar mais de um mês, sem nenhum cuidado especial.
Sua época de floração é também um grande atrativo, já que gostam de frio e possuem o auge da floração entre outono e o Inverno, período em que diminui bastante a quantidade de Orquídeas floridas.
Como se não bastassem os atrativo, já enumerados, os Cymbidium são ainda Orquídeas que podem ser cultivadas tanto em vasos quanto em jardins.
Cultivo:
Como já dissemos antes, os Cymbidium podem ser cultivados em vasos ou no jardim. Por possuírem um sistema radicular bastante desenvolvido, quando mantidos em vaso devem ser replantados a cada dois anos, antes que as raízes comecem a definhar por falta de espaço.
O substrato ideal deve ser leve, bem arejado e rico em material orgânico. Pode ser composto por misturas de fibras de coco, casca de pinus tratada, areia grossa ou pedrisco e adubo orgânico. É comum ver Cymbidium sendo cultivado apenas em pedra britada ou então em bolinhas de argila expandida. Nestes casos, a adubação deve ser bem rica e freqüente.
Para uma boa floração, é necessário que a planta desenvolva anteriormente pseudobulbos fortes e saudáveis. Para isso, devemos eliminar parte dos brotos das plantas, permitindo que cada pseudobulbo dianteiro desenvolva apenas um ou dois brotos.
A rega deve ser abundante no período de crescimento da planta, e reduzida durante a floração. As plantas devem ser cultivadas em locais bem iluminados, podendo inclusive receber sol direto em boa parte do dia. Entretanto, as hastes florais dos Cymbidium costumam sofrer com o calor excessivo ou se estiverem expostas ao sol forte e direto, sendo, portanto, recomendável que a planta seja protegida em dias mais quentes no período da floração.
São plantas que em geral não sofrem com o frio mesmo mais intenso, mas devem, entretanto ser protegidas de possíveis geadas.
Por gostarem de frio, em regiões mais quentes podem apresentar dificuldade de florir. Caso isto ocorra, podemos tentar induzir a floração regando as plantas todas às noites por uma semana seguida no final do Verão ou inicio do outono com água gelada. Pratica semelhante é utilizada por produtores que costumam levar as plantas por alguns dias para regiões de maior altitude e clima mais frio, obtendo com isso uma melhor floração, e podendo com isso inclusive adiantar ou atrasar a época de floração das plantas.
http://www.orquidariooriental.com.br/oorquidario.asp

Outra dica de Cultivo:

Seu plantio pode ser feito em jardins ou em vasos com substrato bem arejado e rico em materiais orgânicos (pinus e fibra de coco). Por ser uma planta de crescimento rápido, é aconselhável replanta-las a cada 2 anos.
O Cymbidium tem necessidade de bastante luz durante o dia, ventilação e temperaturas amenas a noite, por isso o cultivo dentro de casa é meio que inviável.
Por serem plantas de clima frio, elas se adaptam com maior facilidade as regiões sul e sudeste. Mas se você é da região Norte, Nordeste ou Centro- Oeste não fiquei triste, há como cultivas "as belas" por aqui também. Pra isso é necessário oferecer uma diferença climática entre frio e calor.
Para florescer é necessário que durante o dia ela receba bastante luminosidade "indireta" (Se você deixar a planta sob o sol pleno, irá causar queimadura nas suas folhas), e a noite deixa-lá tomando o sereno/garoa da madrugada.
Como na maioria das regiões que citei acima essa combinação é meio complicada, fica a dica de várias pessoas com que conversei.
Nas regiões que essas condições são quase ou totalmente nulas, torna-se necessário simular essa diferença climática. O sol nos temos de sobra. Então a dica é pra noite, onde você pode estar borrifando água gelada, além de coloca-lá em um ambiente mais úmido. Há quem diga também que colocar pedras de gelo na borda dos vasos sob o substrato também funcione, só tome cuidado para que as pedras de gelo não toque os bulbos da planta.

Essa odisseia só deve começar uns 3 a 4 meses antes da época da floração o que no Brasil ocorre entre o outono e o inverno. Que fique claro que tudo isso não dispensa a necessidade de uma adubação rígida com um NPK e um adubo orgânico.
http://orquideas-ago.blogspot.com.br/2010/12/dica-de-cultivo-cymbidium.html

Visite o site da Sociedade America de Cymbidiuns.
http://www.cymbidium.org/cymbidium.html

Ps.: Tão logo fotografe a florada com máquina adequada substituirei as fotos atuais. Peço desculpas pela qualidade das fotos postadas.

2 comentários:

Blog da Bete disse...

Belíssima florada, parabéns pelo cultivo
abraços

Anônimo disse...

Amei a matéria e as fotos. Parabéns pelo blog.

Antonia