sábado, 19 de julho de 2014

BLC BRUNO BRUNO big red meristema






Floração em maio/2014
8 flores sendo 4 em cada haste.
 
Híbrido (C. Chocolate Drop x Blc. George Suzuki 1999)
Dimensão da flor: 10 x 11 cm
Época de floração: inverno-primavera
Sombreamento: 50%
Exemplar adquirido em 2009 do Orquidário Oriental
 
 
A produção de híbridos artificiais de orquídeas vem ocorrendo há mais de um século. Estima-se que sejam hoje mais de cem mil híbridos. A Royal Horticultural Society é responsável pelo registro oficial de híbridos, no entanto, a produção doméstica e por pequenos produtores locais é bastante grande e só pequena parte destes híbridos caseiros é registrada, de modo que o número total de híbridos já produzidos pelo homem permanecerá sempre apenas uma suposição.
De acordo com as regras do Código Internacional de Nomenclatura de Plantas Cultivadas, os híbridos de espécies de um mesmo gênero são sempre classificados com nomes pertencentes ao mesmo gênero, por exemplo o híbrido entre duas Cattleya ainda é uma Cattleya. Quando são dois os gêneros utilizados, cunha-se um nome utilizando-se os nomes originais, por exemplo o híbrido entre uma Laelia e uma Cattleya é uma Laeliocattleya. Quando são três ou mais os gêneros envolvidos, o produtor pode criar um nome novo para o gênero resultante, desde que nenhum tenha sido registrado anteriormente.

Os híbridos naturais de orquídeas são comuns também, no entanto, apesar de serem em sua grande maioria plantas férteis, apenas pequena parcela deles é capaz de reproduzir-se naturalmente. Isto decorre do fato que espécies tão especializadas como as orquídeas necessitam de um polinizador em particular para cada uma. Os híbridos naturais geralmente são plantas que não se ajustam aos agentes polinizadores existentes exatamente por serem mesclas de espécies estabelecidas a milhares de anos e com polinizadores diferentes. Seus tamanhos cores e medidas são diferentes do necessário para obter sucesso reprodutivo natural.
fonte: http://www.sindicatoruralmc.com.br/plantarecolher/cultivo-orquideas.html
 
Meu Cultivo:
 
Todas as minhas plantas são cultivadas na serra e com muita umidade, por isso, uso como substrato pedra brita número zero, bola de argila e casca de pinus. O vaso predileto é o de barro.
 
A adubação é feita com osmocote e bokashi e após a floração, aplico o adubo viagra da AOESP.
Quanto a luminosidade  em regra 60%  para todas.
 
 

Nenhum comentário: