sexta-feira, 23 de agosto de 2013

PHALAENOPSIS ALBA




Lindo este cacho de flores, não é?

A planta da foto é mais uma das orquídeas que estamos cultivando na alameda da empresa em que trabalho.

Ela foi fixada em um pé de acerola e adorou.

Nosso projeto em transformar as alamedas num espaço florido, surgiu em 2011 quando fizemos um pequeno work shop de orquídeas. Desde então, muitas pessoas trazem suas plantas para serem fixadas ou plantadas nos jardins e árvores.



Phalaenopsis - Cultivo Tradicional

As orquídeas do gênero Phalaenopsis, ou orquídeas mariposa, são talvez as mais fáceis para cultivo em casa e apartamento, quando bem cultivadas podem florir com frequência, ao longo do ano, mas sua época de floração é no final do inverno e início da primavera.
As hastes florais de alguns híbridos podem ser forçadas a florir novamente, se for cortada (coloque canela em pó depois do corte) na ponta onde floriu a última flor e imediatamente acima da gema adormecida (gema é a dobrinha da haste). Isto só deve ser feito com plantas saudáveis e fortes, considerando que uma nova floração fará a planta dispender muita energia.
Fornecer luz para elas é fácil, crescem bem junto a uma janela com luz clara, com pouco ou nenhum sol direto.

 O clima segundo diversos cultivadores deve ser entre os 25 e 30ºC,  ou mais durante o dia e acima dos 15ºC a noite. Apesar de as temperaturas mais altas forçarem e acelerarem o crescimento vegetativo deve ser acompanhado de um aumento de umidade e da circulação do ar.
Uma boa observação é a de que uma mudança brusca de temperatura pode levar a queda dos botões em plantas com flores.
 A rega é um fator importante, pois, sendo as folhas os maiores órgãos de armazenamento de água que elas possuem e não sendo este muito volumoso, o substrato nunca deve secar completamente.
Uma dica é regar abundantemente, sempre pela manhã, e só voltar a regar quando secar por completo.
No verão, em regiões de clima seco, recomendo a rega de 2 em 2 dias.
Um outro fator importante é a umidade, que deve regular entre 50% e 80%.
A adubação deve ser regular, principalmente se o tempo estiver quente, pois as plantas estarão em crescimento ativo.
Para substrato a base de cascas utilize adubos ricos em nitrogênio, como 30-10-10, para se obter melhores resultados. Para outros substratos utilize adubos balanceados 20-20-20.
As phalaenopsis devem ser reenvasadas para troca de substrato a cada 2  ou 3 anos e no final da primavera. 


Um comentário:

António Jesus Batalha disse...

Estou alegre por encontrar blogs como o seu, ao ler algumas coisas,
reparei que tem aqui um bom blog, feito com carinho,
Posso dizer que gostei do que li e desde já quero dar-lhe os parabéns,
decerto que virei aqui mais vezes.
Sou António Batalha.
Que lhe deseja muitas felicidade e saúde em toda a sua casa.
PS.Se desejar visite O Peregrino E Servo, e se o desejar
siga, mas só se gostar, eu vou retribuir seguindo também o seu.