sábado, 18 de dezembro de 2010

A FORMA IDEAL DAS ORQUÍDEAS.



Cattleya walkeriana "karina"

  Uma orquídea de boa qualidade, mas mal cultivada, ou seja, atacada por pragas e/ou doenças, sem condições adequadas de adubação, água, iluminação, pode dar flores tão medíocres que se tornam irreconhecíveis em relação ao seu potencial.
De modo geral, a orquídea deve se aproximar o mais possível de uma forma arredondada e plana, sem espaços entre seus segmentos, além de se distinguir pela cor, tamanho, textura, substância e número de flores, de acordo com sua espécie.
Uma orquídea é constituída de 3 sépalas e 3 pétalas, uma das quais formando o labelo que é, portanto, uma pétala diferenciada para ajudar na reprodução da flor.
A orquídea de forma ideal deve ter as 3 sépalas formando um triângulo equilátero, o mesmo ocorrendo com as pétalas, de forma invertida, ou seja, no vértice inferior está a 3a pétala, o labelo.
Dependendo da categoria da flor, não deve haver vãos entre as pétalas e as sépalas. Elas devem estar planas, nem encurvadas para trás nem para frente. Em outras palavras, espalmadas. O labelo deve estar ligeiramente encurvado para frente, mas não em ângulo reto com as sépalas.
Entretanto, existem espécies, como a C. araguaiense, cuja natureza é a existência inevitável de vãos entre pétalas e sépalas, pois é a característica natural delas. Já em espécies, como a C. labiata, walkeriana, nobilior e outras, existem clones em que as sépalas e pétalas são largas, espalmadas, sem vãos entre elas, arredondadas e muitas atingindo um diâmetro superior a 15 cm.
A substância corresponde à rigidez ou dureza das pétalas, isto é, não são flácidas e, se você tentar dobrá-las, elas se quebram.
Já a textura, corresponde ao brilho que se percebe nas pétalas. Elas podem ser cristalinas, aveludadas ou cerosas.

CAPTURADO EM: http://www.profcupido.hpg.ig.com.br/cuidados_com_as_orquideas.htm


2 comentários:

Rinaldo e Valéria disse...

Natal...
É tempo de renascer...
Há um novo ser brotando...
Há que se preparar para esta festa...
Ao longo da história
As pessoas sempre procuraram decifrar
A si mesmas e à realidade
Este é um dos belos empreendimentos humanos.
Liberar-se de um mundo subterrâneo,
E poder passear na superfície...
Férias em que se observa,
O bailado alegre da natureza...
O belo! A beleza!
A beleza sempre foi um atributo divino...
Poder acariciar as flores...
Sentir o vento brando de cada manhã...
Abraçar os raios solares,
Usufruir de toda sua luz, refletí-la!
Quero ser arauto desse emergir, dessa chegada...
Novo é este tempo marcado pela beleza e pela graça...
Para que a semente brote rompendo
A crosta seca da terra...
Que florecerá na paz e união...
Reunião...
Tempo de fraternidade e acolhimento,
Comunhão e crescimento, edificações...
De todo ser humano de boa vontade...
Feliz Natal, ao renascer em Cristo Jesus!!!

Luciana Figueiredo disse...

Gloria querida, fascinante essa matéria. Eu sempre quis saber um pouco sobre como seria o formato de uma perfeita flor. Acho espetacular a avaliação técnica das flores. Brigadu por compartilhar.
Bijus
Luciana Paula Figueiredo